image path: /content/dam/www_worldpay_com/pt_br/images/insight/articles/ask-the-expert-how-will-psd2-affect-your-crypto-exchange/header_uk-en_image1_5326.jpg

Pergunte ao especialista: quais serão os efeitos da PSD2 no seu exchange de criptomoedas?

Ewoud Barink é gerente de desenvolvimento de negócios no Worldpay. Ele é especialista em pagamentos em eCommerce com blockchain e criptomoedas. Aqui, ele responde às principais perguntas sobre como a implementação final da PSD2 afetará os exchanges de criptomoedas. 

Desde que se tornou lei em janeiro de 2018, a PSD2 teve um impacto significativo sobre as práticas dos provedores de serviços de pagamento, e os exchanges e corretoras de criptomoedas não são exceção. A legislação já começou a fazer efeito, da forma como os usuários de criptomoedas pagam online até as informações que eles veem quando fazem pagamentos.

A PSD2 também aumentou o potencial de inovação para os provedores de pagamento, além de acabar com as sobretaxas. Mas um desafio adicional chegará em setembro, quando a etapa final da PSD2 for implementada. Leia mais para saber como isso pode afetar seu exchange de criptomoedas.

Qual é o maior desafio para os exchanges de criptomoedas?

A partir de 14 de setembro, a Autenticação Forte do Cliente (SCA) será exigida para todas as transações eletrônicas no Espaço Econômico Europeu. A SCA, basicamente uma autenticação de dois fatores, significa que os clientes precisarão inserir informações adicionais de segurança para comprar criptomoedas (ou qualquer outra coisa) online na Europa.

Isso deve ajudar a diminuir as fraudes e aumentar a segurança para os clientes que compram criptomoedas com cartão, além de impulsionar um aumento nos índices de autorização, que costumam ser problemáticos no setor de cripto, já que os emissores terão maior confiança em transações totalmente autenticadas. Entretanto, quanto mais informações você pede ao cliente durante o pagamento, maior é o atrito no processo de pagamento, o que significa um risco de aumento nas desistências.

Como os exchanges de criptomoedas podem superar esse desafio?

O método principal para fazer a SCA em transações com cartão será o 3D Secure (3DS), que basicamente passará a ser exido para todos os comerciantes online a partir de setembro. A boa notícia é que o 3DS está sendo atualizado e melhorado com o lançamento do 3DS2, que  oferecerá aos seus clientes a experiência de autenticação mais perfeita possível.

Se o emissor decidir desafiar o titular do cartão a fazer a autenticação (com sorte, em menos de 20% dos casos), com o 3DS2, há muitas maneiras novas de completar essa autenticação, incluindo biometria, senhas de uso único ou o aplicativo bancário móvel do titular do cartão.

Existem outras formas de evitar o processo de autenticação completo a cada transação no EEE que eu recebo?

Há diversas exceções à SCA disponíveis como parte dos novos requisitos. As transações consideradas de baixo risco, com base em uma avaliação de risco em tempo real, não estão sujeitas à SCA. Este método pode ser usado em transações de até 500 euros, dependendo do índice de fraude do comprador.

As transações de valor baixo, de menos de 30 euros, também estão isentas da SCA, assim como as transações incluídas na lista de permissões (aquelas com clientes fiéis que informam ao banco emissor que confiam no seu site).

O uso de isenções pode ajudar a oferecer uma experiência de pagamento sem atritos aos clientes, além de reduzir os custos que os novos níveis de autenticação podem trazer. Por esses motivos, é uma boa ideia adotar uma estratégia de isenção o mais rápido possível.

No Worldpay, criamos um novo serviço (o Mecanismo de Isenção) que ajuda a maximizar o número de isenções da SCA que você pode solicitar, economizando seu dinheiro e ajudando a manter uma jornada de pagamento sem atrito.

A PSD2 criará novas oportunidades para os exchanges de criptomoedas?

O 3DS2 tornará a autenticação muito mais eficiente, mas a PSD2 pode aumentar o atrito na compra de criptomoedas com cartão. Isso significa que um dos efeitos colaterais da SCA pode ser o aumento da popularidade de métodos de pagamento alternativos, principalmente carteiras eletrônicas. Embora as formas de pagamento alternativas também estejam sujeitas à autenticação de dois fatores a partir de setembro, muitas delas já cumprem essa regra e, portanto, não precisarão fazer mudanças na finalização da compra para oferecer uma experiência global sem atrito.

Os exchanges de criptomoedas podem aproveitar essa oportunidade, oferecendo aos clientes mais opções de formas de pagamento alternativas. Os exchanges que oferecerem as formas mais convenientes de comprar criptomoedas provavelmente ganharão clientes e fortalecerão sua posição no mercado.

Se você oferece apenas pagamentos com cartão, recomendamos a implementação do 3DS2 (via 3DS Flex) no fluxo de pagamento. O uso do 3DS1 geralmente resulta em abandono de 22% das transações pelos clientes. Com a implementação do 3DS2, as operadoras de cartão estão introduzindo novas regras que exigem que os varejistas mantenham as taxas de abandono de transação abaixo do limite de 5%. Adotar medidas para garantir verificações de segurança mais rígidas não necessariamente impede os clientes de concluir transações online.

Quando o 3DS2 é usado, as operadoras de cartão informam os emissores que as taxas de autorização devem ser de 95% ou mais, o que é ótimo para os exchanges de criptomoedas, que fazem transações de valores altos.


Processamos muitos pagamentos de cripto para cripto. Eles são afetados pela PSD2?

As criptomoedas estão fora da cobertura da PSD2 – a menos que um cartão de crédito ou débito esteja envolvido. Portanto, a SCA não precisa ser aplicada a transações de cripto para cripto.

Saiba mais sobre o Card-to-Crypto

O serviço Card-to-Crypto, que permite aceitar pagamentos no cartão de crédito e débito, está melhorando muito a experiência do cliente.