image path: /content/dam/www_worldpay_com/pt_br/images/insight/articles/a-glossary-of-terms-to-know-for-international-ecommerce/header_us-en_image1_5238.jpg

Glossário de termos básicos para o e-commerce internacional

Com o e-commerce, as empresas têm mais oportunidades de alcançar mais clientes no mundo todo. No entanto, não basta aceitar as moedas de outros países. Então, antes de internacionalizar a sua empresa, confira esta lista de termos comuns no e-commerce internacional.

  • Serviço de Validação de Endereços (AVS) — processo de validação da identidade do titular do cartão pelo endereço de cobrança.
  • afiliação — tipo de relação comercial em que uma empresa vende os produtos da outra no próprio site e recebe uma comissão sobre essa venda. Também conhecida como parceria comercial.
  • tempo médio no site — o tempo que o visitante passa em um site enquanto navega na web.
  • B2B (business to business) — uma transação entre duas empresas, por exemplo, entre um atacadista e um varejista.
  • B2C (business to consumer) — uma transação entre uma empresa e o consumidor ou usuário final do produto.
  • moeda de cobrança — na transação, é a moeda na qual a bandeira do cartão cobra o portador. 
  • taxa de rejeição — proporção de consumidores que saem do site sem visitar outras páginas dele.  
  • físico e online — empresa com local físico e site de e-commerce, permitindo que o cliente utilize os dois canais, por exemplo, comprando online e retirando o produto na loja ou comprando na loja e fazendo a troca online.
  • CAC (Custo de Aquisição do Cliente) — o custo de aquisição de potenciais clientes, incluindo despesas de marketing, de pesquisa e de incentivos ao cliente.
  • abandono do carrinho — quando o consumidor coloca itens no carrinho de compras online, mas sai do site sem concluir a compra.
  • estorno — reversão de fundos para o cliente, devido a uma suspeita válida de fraude na compra ou atividade.
  • taxa de cancelamentos — porcentagem de clientes ou assinantes que param de fazer negócios com a empresa. Também conhecida como taxa de atrito. 
  • taxa de cliques — o número de cliques no link de um e-mail, página da web ou anúncio online, em comparação com o número de visualizações do e-mail, da página da web ou do anúncio.
  • CLV (Valor do Ciclo de Vida do Cliente) — conhecido como "Customer Lifetime Value", é a previsão de quanto uma empresa de e-commerce espera faturar na relação com um cliente durante o ciclo de vida dele.
  • CMS (Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) — software prático para a criação, edição e publicação de conteúdo online em equipe. WordPress e Drupal são dois exemplos.
  • taxa de conversão — taxa de visitantes de um site de e-commerce que são convertidos em clientes pagantes. Por exemplo: se 100 mil consumidores visitam o site e 4 mil fazem a compra, a taxa de conversão é de 4%.
  • cookies — pequena quantidade de dados que o navegador ou servidor da web gera e é armazenada no próprio computador do usuário para uso futuro.
  • CRM (Gestão do Relacionamento com o Cliente) — conhecido como Customer Relationship Management, é um sistema que organiza e analisa os contatos e compras do cliente, o atendimento ao cliente e a assistência técnica, além de outras informações relevantes, em todos os canais (como website, loja, telefone, bate-papo ao vivo, mala direta, marketing e mídias sociais), com o objetivo de melhorar o relacionamento com o cliente.
  • CRO (Otimização da Taxa de Conversão) — o processo de melhorar os serviços de um site para induzir o visitante a concluir o objetivo desejado, como finalizar a compra.
  • taxa transfronteiriça — taxa associada às transações de pagamento que ultrapassam a fronteira entre países.
  • venda cruzada — a prática de sugerir e de vender produtos ou serviços extras ao cliente que já fez a compra. Por exemplo: “Clientes que compraram este item também compraram este…” Também conhecido como upselling.
  • CTA (Chamada à Ação) — Palavras ou termos para incentivar o visitante a agir, como "Compre já", "Clique aqui" e "Comece agora". Nos sites de e-commerce, a CTA geralmente vem acompanhada por um botão para que o usuário conclua a ação.
  • comércio digital — infraestrutura da qual o e-commerce faz parte, incluindo análises de mecanismos de pesquisa para aparelhos móveis, aplicativos móveis, plataformas sociais e outros aspectos online.  
  • código de desconto — letras e/ou números gerados por computador e usados para ativar uma oferta especial ou desconto em um site de e-commerce. Normalmente disponível por e-mail ou em anúncios, ele é usado pelo cliente no cartão de compras ou na página de finalização da compra. Também conhecido como código de cupom ou código promocional
  • domicílio — região geográfica onde o comerciante se localiza.
  • remessa direta — no e-commerce, é uma estratégia de atendimento na qual as mercadorias são enviadas diretamente do fabricante para o usuário final, em vez de armazenadas na empresa de e-commerce antes da entrega.
  • conversão dinâmica de moeda — processo em que o valor da transação com o cartão de pagamento é convertido pelo comerciante ou caixa eletrônico na moeda do país de emissão do cartão no ponto de venda.  
  • hospedagem de e-commerce — fornece às empresas de e-commerce ferramentas, serviços e funcionalidade para configurar, gerenciar e conduzir negócios online. Na maioria do casos, inclui um servidor da web para hospedar o site, um servidor de e-mail, suporte técnico e outros recursos.
  • taxa de interação — porcentagem de visitantes do site que interagem com um conteúdo ou anúncio, com base em comentários, curtidas, compartilhamentos, entre outros.
  • conteúdo perene — refere-se ao conteúdo online que permanece relevante e atualizado, não importa quando tenha sido publicado.
  • e-mail acionado por evento — mensagem de e-mail automatizada enviada aos assinantes de uma empresa depois de um determinado evento, como data de aniversário ou data de aniversário do cadastro.
  • moeda estrangeira — qualquer moeda diferente da moeda local.
  • Google Analytics — serviço gratuito do Google com o qual as empresas acompanham o tráfego da web e outras estatísticas relacionadas a SEO e marketing. 
  • palavra-chave — expressões ou palavras que descrevem um conteúdo online para acionar os resultados de busca.
  • taxa de listagem — taxa cobrada pelos sites de leilão e de comércio online pela listagem de produtos de outros fornecedores.
  • pagamentos locais — tipos de pagamento oferecidos em uma localização geográfica específica (normalmente em uma região ou país) e que não são aceitos fora dessa região. O Interac, por exemplo, é um tipo de pagamento local específico no Canadá. Já o iDEAL funciona apenas nos Países Baixos.
  • m-commerce — termo em inglês para "comércio móvel", é o uso de um aparelho portátil sem fio, como smartphone ou tablet, para a compra e venda de serviços online.
  • microsite — página da web que fica fora do site principal de uma empresa. Costuma ser usada para fins de marketing, para destacar uma campanha específica.
  • marketing móvel — marketing personalizado que chega ao aparelho móvel do consumidor via site, e-mail, mensagem de texto, aplicativo para aparelhos móveis e redes sociais.
  • otimização móvel — a prática de melhorar a versão móvel do site de uma empresa e, assim, garantir um serviço de qualidade ao usuário.
  • multimoeda — a capacidade do comerciante de oferecer bens e serviços ao titular do cartão em diferentes moedas.
  • publicidade nativa — publicidade online na forma de conteúdo editorial, em vez dos banners tradicionais. Infográficos e blogs são exemplos de publicidade nativa.
  • otimização na página — a prática de melhorar internamente o conteúdo da web para melhorar a classificação da página em mecanismos de busca. Inclui metadescrições, tags de título, código HTML e posicionamento das palavras-chave.
  • otimização fora da página — a prática de otimizar o conteúdo da web externamente para melhorar a classificação de uma página nos mecanismos de busca. Inclui a criação de backlinks, ou links de entrada, para a página a partir de sites de boa reputação, bem como outras práticas próprias das redes sociais.
  • gerenciamento omnicanal — a prática de garantir um serviço de vendas consistente ao consumidor em todos os pontos de venda, seja na loja ou online, pelo site ou aplicativo móvel.
  • taxa de abertura — porcentagem de pessoas que abrem um e-mail específico de uma campanha de marketing. Por exemplo: se 1.000 e-mails foram enviados e 200 foram abertos, a taxa de abertura seria de 20%.  
  • processamento do pedido — as etapas que uma empresa de e-commerce deve seguir para processar o pedido, do pagamento até a entrega.
  • visualizações de página — termo usado na análise da web, é quando alguém visita uma página no site da empresa. Mais visualizações de página equivalem a mais visitas a essa página específica.
  • remessa parcial — quando apenas parte do pedido é enviada.
  • Marketing PPC (Pay-Per-Click) — modelo de publicidade online no qual o anunciante é cobrado apenas quando o anúncio é clicado e o potencial cliente é direcionado para o site do anunciante. Também conhecido como CPC (custo por clique).
  • design responsivo — refere-se ao design personalizado para o visitante do site com base no navegador utilizado. O objetivo é facilitar a visualização e o uso.
  • SEO (Otimização de Sites) — estratégia de marketing com o objetivo de impulsionar o tráfego e aumentar o reconhecimento do site a partir de resultados de pesquisas orgânicas em mecanismos de busca. Inclui vários tipos de pesquisas, como de imagens, vídeos, locais, etc.
  • SERP (página de resultados do mecanismo de busca) — página da web que mostra uma lista de resultados da busca de um usuário, com base em palavras-chave. Cada lista inclui um título da página da web com link, a URL, uma breve descrição da página e, às vezes, links para as principais páginas do site.
  • time lag — no e-commerce, é o intervalo entre as visitas do usuário até ele concluir uma conversão multicanal. Por exemplo, o intervalo entre a primeira interação com a empresa e a conversão para cliente comprador.
  • topo do funil — é a primeira etapa do processo de compra, quando o consumidor interage pela primeira vez com uma empresa.
  • usuário único — indivíduo que visitou um site durante um período especificado ou que recebeu um conteúdo específico, como e-mail ou anúncio. Pelo rastreamento dos usuários únicos, os profissionais de marketing determinam quantos consumidores viram o conteúdo.
  • análise da web — ferramenta que rastreia visitas ao site, palavras-chave, buscas e outros para ajudar as empresas de e-commerce a avaliar e melhorar a eficácia de um site. Também conhecida como análise digital. O Google Analytics é um exemplo.

Agora que conhece alguns termos usados no e-commerce internacional, você já pode começar a analisar suas opções para expandir os negócios no mundo todo. Se precisar de mais informações e orientações, fale com um parceiro de pagamentos de confiança ou com o Worldpay.